PARA REFLETIR

EDUCAÇÃO É NOSSA RESPONSABILIDADE

O objetivo que nos une é o mesmo: queremos criar nossas crianças voltadas ao bem, confiantes no Pai Celestial, protegidas e amadas. Crianças que convivam com pessoas de bem, sintam-se seguras e reconheçam como se proteger diante de tudo que as ameaça. Que exerçam seus direitos sem omitir seus deveres. Queremos crianças que se voltem em auxílio ao seu semelhante, sejam cidadãos conscientes e contribuam para se ter um lugar melhor para viver.
Somos todos educadores: pais, professores, conselheiros, demais membros da família em Cristo. Todos podemos contribuir de alguma forma para o sucesso desse empreendimento difícil, mas com resultados eternos, que é a educação de nossos filhos.

Elenara Predebon Fernandes da Silva, secretária do Clube de Aventureiros Florestinha.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

UM ALERTA PARA OS PAIS

ARTIGO PUBLICADO NO JB, DA DRª MARIA ISABEL, PROFESSORA DE PSICOLOGIA, Isabel AlvesCentro de Apoio e Defesa da Cidadania-RJ

O que leva um rapaz de 22 anos a estragar aprópria vida e a vida de outras duas jovens por... Nada?Será que é índole? Talvez, a mídia? A influência da televisão? A situação
social da violência? Traumas? Raiva contida? Deficiência social ou mental?Permissividade da sociedade?O que faz alguém achar que pode comprar armas de fogo, entrar na casa de umafamília, fazer reféns, assustar e desalojar vizinhos, ocupar a polícia por maisde 100 horas e atirar em duas pessoas inocentes?O rapaz deu a resposta: 'ela NÃO quis falar comigo'. A garota disse NÃO, NÃOquero mais falar com você.E o garoto, dizendo que ama, NÃO aceitou um NÃO. Seu desejo era maisimportante.NÃO quero ser mais um desses psicólogos de araque que infestam osprogramas vespertinos de televisão, que explicam tudo de maneira muitosimplista e falam descontextualizadamente sobre a vida dos outros sem seremchamados.Mas ontem, enquanto NÃO conseguia dormir pensando nesse absurdo todo, pensei queo NÃO da menina Eloá foi o único. Faltaram muitos outros NÃOS nessa históriatoda.Faltou um pai e uma mãe dizerem que a filha de 12 anos NÃO podia namorar umrapaz de 19.Faltou uma outra mãe dizer que NÃO iria sucumbir ao medo e ir lá tirar o filhodo tal apartamento a puxões de orelha.Faltou outros pais dizerem que NÃO iriam atender ao pedido de um policial malucode deixar a filha voltar para o cativeiro de onde, com sorte, já tinha escapadocom vida.Faltou a polícia dizer NÃO ao próprio planejamento errôneo de mandar a garota devolta pra lá.Faltou o governo dizer NÃO ao sensacionalismo da imprensa em torno do caso, quepermitiu que o tal sequestrador converssasse e chorasse compulsivamente em todosos programas de TV que o procuraram.Simples assim. NÃO. Pelo jeito, a única que disse NÃO nessa história foi punidacom uma bala na cabeça.O mundo está carente de NÃOS.Vejo que cada vez mais os pais e professores morrem de medo de dizer NÃO àscrianças.Mulheres ainda têm medo de dizer NÃO aos maridos ( e alguns maridos, temem dizerNÃO às esposas ).Pessoas têm medo de dizer NÃO aos amigos.
Noras que NÃO conseguem dizer NÃO às sogras.Chefes que NÃO dizem NÃO aos subordinados.Gente que NÃO consegue dizer NÃO aos próprios desejos.E assim são criados alguns monstros.Talvez alguns NÃO cheguem a sequestrar pessoas. Mas têm pequenos surtos quandoescutam um NÃO, seja do guarda de trânsito, do chefe, do professor, da namorada,do gerente do banco. Essas pessoas acabam crendo que abusar é normal. E é legal.Os pais dizem, 'NÃO posso traumatizar meu filho'. E NÃO é raro eu ver algunstomando tapas de bebês com 1 ou 2 anos.Outros gastam o que NÃO têm em brinquedos todos os dias e festas de aniversáriofaraônicas para suas crias.Sem falar nos adolescentes. Hoje em dia, é difícil ouvir alguém dizer:NÃO, você NÃO pode bater no seu amiguinho.NÃO, você NÃO vai assistir a uma novela feita para adultos.NÃO, você NÃO vai fumar maconha enquanto for contra a lei.NÃO, você NÃO vai passar a madrugada na rua.NÃO, você NÃO vai dirigir sem carteira de habilitação.NÃO, você NÃO vai beber uma cervejinha enquanto NÃO fizer 18 anos.NÃO, essas pessoas NÃO são companhias pra você.NÃO, hoje você NÃO vai ganhar brinquedo ou comer salgadinho e chocolate.NÃO, aqui NÃO é lugar para você ficar.NÃO, você NÃO vai faltar na escola sem estar doente.NÃO, essa conversa NÃO é pra você se meter.NÃO, com isto você NÃO vai brincar.NÃO, hoje você está de castigo e NÃO vai brincar no parque.Crianças e adolescentes que crescem sem ouvir bons, justos e firmes NÃOS crescemsem saber que o mundo NÃO é só deles. E aí, no primeiro NÃO que a vida dá ( e avida dá muitos ) surtam. Usam drogas. Compram armas. Transam sem camisinha.Batem em professores. Furam o pneu do carro do chefe. Chutam mendigos eprostitutas na rua. E daí por diante.NÃO estou defendendo a volta da educação rígida e sem diálogo, pelo contrário.Acredito piamente que crianças e adolescentes tratados com um amor real, semculpa, tranquilo e livre, conseguem perfeitamente entender uma sanção do pai ou
da mãe, um tapa, um castigo, um NÃO. Intuem que o amor dos adultos pelascrianças NÃO é só prazer - é também responsabilidade. E quem ouve uns NÃOS devez em quando também aprende a dizê-los quando é preciso. Acaba aprendendo que éimportante dizer NÃO a algumas pessoas que tentam abusar de nós de diversasmaneiras, com respeito e firmeza, mesmo que sejam pessoas que nos amem. O NÃOprotege, ensina e prepara.Por mais que seja difícil, eu tento dizer NÃO aos seres humanos que cruzam o meucaminho quando acredito que é hora - e tento respeitar também os NÃOS querecebo. Nem sempre consigo, mas tento. Acredito que é aí que está a verdadeiraprova de amor. E é também aí que está a solução para a violência cada vez maisdesmedida e absurda dos nossos dias.

Artigo recebido por e-mail, da nossa diretora Eloir Ostrovski

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVENTUREIROS SLIDE SHOW