PARA REFLETIR

EDUCAÇÃO É NOSSA RESPONSABILIDADE

O objetivo que nos une é o mesmo: queremos criar nossas crianças voltadas ao bem, confiantes no Pai Celestial, protegidas e amadas. Crianças que convivam com pessoas de bem, sintam-se seguras e reconheçam como se proteger diante de tudo que as ameaça. Que exerçam seus direitos sem omitir seus deveres. Queremos crianças que se voltem em auxílio ao seu semelhante, sejam cidadãos conscientes e contribuam para se ter um lugar melhor para viver.
Somos todos educadores: pais, professores, conselheiros, demais membros da família em Cristo. Todos podemos contribuir de alguma forma para o sucesso desse empreendimento difícil, mas com resultados eternos, que é a educação de nossos filhos.

Elenara Predebon Fernandes da Silva, secretária do Clube de Aventureiros Florestinha.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

ORE POR SEUS FILHOS

“(...) como pais de crianças em idade escolar, precisamos desenvolver um hábito e atitude de oração solidamente escriturísticos. Poucas coisas ordenadas na palavra de Deus têm mais promessas do que a oração. A Bíblia apresenta muitos exemplos de intercessões que foram atendidas. Abraão orou por Ló; Jó orou pelos seus filhos e seus amigos; Moisés orou pelo povo de Deus; Ezequias orou pela nação. Os discípulos pediram: Senhor, ensina-nos a orar. E ele os ensinou. Em muitas ocasiões, Jesus falou sobre como orar, quando orar, como não orar, e o que esperar.
Os escritores das epístolas prosseguem na ênfase. Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco, diz Paulo aos cristãos de Tessalônica (1 Ts.16-18).
Tiago escreve: Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo, e Pedro admoesta: O fim de todas as cousas está próximo; sede, portanto, criteriosos e sóbrios a bem das vossas orações (Tg 5:18 e 1 Pe 4:7).
Qualquer pessoa com algum tipo de responsabilidade no reino de Deus é encorajada – quase implorada – a orar. E quem tem uma tarefa maior do que pais cristãos, que querem ver seus filhos crescendo no Senhor?”


MALONE, Dennis. Filhos em idade escolar, Porto Alegre, CONCÓRDIA EDITORA, 1997, 1 edição, páginas 72, 73

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVENTUREIROS SLIDE SHOW